Sugestões de pesquisa

Sensores para cloro livre DULCOTEST

Faixa de medição: 0,01 – 200 mg/l, faixa de medição especial até 1.000 mg/l

Sensores para cloro livre DULCOTEST oferecem valores de medição precisos em qualquer tarefa de desinfecção, alta segurança de monitoramento e de processo e funcionam baseados em aplicações.

Descrição do produto

Medição online confiável do cloro livre (eficaz) – com os sensores DULCOTEST.

O cloro livre é um dos desinfetantes mais importantes no mundo. Este resume os compostos Cl2 (Cloro básico), HOCl (ácido hipocloroso) e OCl- (Hipoclorito).

Com a nossa linha de produtos de sensores para cloro livre DULCOTEST colocamos à sua disposição cinco séries de produtos, otimizados para diferentes aplicações. Cada série é composta por vários tipos com diferentes intervalos de medição.

O sensor padrão para cloro livre CLE3 com técnica comprovada de membrana coberta, está disponível para o monitoramento ou regulagem de toda a água limpa, por ex. para a desinfecção de águas potáveis. A variante CLE3.1 é especialmente indicada para um excesso de cloro combinado Monoamina, diamina, tricloramina O resultado de medição do tipo CLE (cloro livre) é subtraído ao resultado de medição do ... mais no glossário e oferece os resultados mais precisos na determinação do cálculo de cloro combinado Monoamina, diamina, tricloramina O resultado de medição do tipo CLE (cloro livre) é subtraído ao resultado de medição do ... mais no glossário a partir da medição do cloro total Soma do cloro livre e do cloro combinado. Sensor recomendado: Tipo CTE, método de referência DPD4. mais no glossário e do cloro livre.

Os sensores CLB2 e CLB3 são sensores de cloro sem membrana, funcionais e econômicos, para águas límpidas, não contaminadas.

O sensor CLO1 adequa-se especialmente a processos de eletrólise Durante a eletrólise é produzido cloro e ... mais no glossário inline em que podem surgir ligações disruptivas; o sensor CLO2 é também vocacionado para a desinfecção de água quente.

O sensor CBR1 pode ser utilizado em águas contaminadas, também para valores de pH elevados de até 9,5, por ex., na desinfecção de água de refrigeração.

O sensor CLR1 é otimizado para a desinfecção/lavagem de produtos alimentares e tolera água contaminada e concentrações de cloro até 1.000 mg/l.

Detalhes

  • Suporta cinco séries de sensores diferentes, bem como inúmeras versões: Utilizável com diferentes qualidades de água (pH, teor de sal, temperatura, nível de químicos e de sujeira); utilização em combinação com vários processos de desinfecção: Gás de cloro, hipoclorito de sódio e cálcio, eletrólise, utilização em uma ampla gama de medição de 0,01 a 1 000 mg/l.
  • Execução eficiente de processos através de medição amperométrica precisa em tempo real (tempo de resposta reduzido)
  • Sem perturbações devido a turvamento ou coloração graças ao princípio de medição amperométrica
  • Ponto zero estável
  • Sem perturbação devido a influências de temperatura graças à compensação de temperatura integrada
  • No caso de sensores com eletrodos de medição com cobertura de membrana: Dependência reduzida do fluxo, constituintes da água e fluidos formadores de revestimento. Longa vida útil devido a eletrodos cobertos por membrana e a sua incorporação em um eletrólito. Deste modo, mantêm-se condições de medição ótimas independentemente das condições do processo. Manutenção econômica graças à troca simples de tampões de membrana.

Aplicação

Medição do cloro na água potável, piscinas, água de refrigeração, água industrial, água de processo, água de enxague e águas residuais, bem como na água do mar e água salgada

    1 2 3 4

    Detalhes

    Cloro livre (ácido hipocloroso HOCl)

    • CLE 3; pH: 5,5 … 8,0; Temp. 5 … 45 °C
    • CLE3.1; pH: 5,5 … 8,0; Temp. 5 … 45 °C
    • CLO 1; pH: 5,0 … 9,0; Temp. 5 … 45 °C
    • CLO 2; pH: 5,0 … 9,0; Temp. 5 … 70 °C
    • CLB1; pH: 5,0 … 9,0; Temp. 5 … 45 °C
    • CLB2; pH: 5,0 … 9,0; Temp. 5 … 45 °C
    • CBR 1; pH: 5,0 … 9,5; Temp. 5 … 45 °C
    • CLR 1; pH: 5,5 … 8,0; Temp. 5 … 45 °C

    Sensor para cloro livre CLE 3-mA

    Sensor padrão para medição de cloro livre em água limpa. Para operação com aparelhos de medição com entrada de 4-20 mA

    Vantagens

    • Mensuranda: cloro livre, nenhuma sensibilidade cruzada significativa ao cloro combinado (cloraminas)
    • Sensor coberto por membrana (encapsulado) diminui interferências devido a fluxo variável ou substâncias na água

    Mensuranda

    Cloro livre com valor de pH < 8

    Método de referência

    DPD1

    gama de pH

    5,5…8,0

    Temperatura

    5…45 °C

    Pressão máx.

    1,0 bar

    Fluxo de entrada

    DGMa, DLG III: 30…60 l/h
    BAMa: 5...100 l/h (conforme versão)

    Tensão de alimentação

    16…24 V DC (tecnologia de dois condutores)

    Sinal de saída

    4 – 20 mA ≈ faixa de medição, com compensação da temperatura, não calibrada, sem isolamento galvânico

    Seletividade

    cloro livre em relação ao cloro combinado, mesmo não existindo excedentes

    Procedimento de desinfeção

    Cloro gasoso, hipoclorito, eletrólise com membrana, desinfetantes com cloro orgânico, por ex. à base de ácido cianúrico, não são adequados

    Instalação

    Bypass: descarga da água de medição aberta

    Válvula do sensor

    BAMa, DGMa, DLG III

    Controladores

    D1C, DAC, AEGIS II

    Aplicação habitual

    Água potável; Piscina.

    Resistência a

    Sal, ácido, água sanitária. Não tensioativo

    Princípio de medição, Tecnologia

    amperométrico, 2 eletrodos, coberto por membrana

    Intervalo de medição

    Código

    CLE 3-mA-0,5 ppm

    0,01…0,5 mg/l

    792927

    CLE 3-mA-2 ppm

    0,02…2,0 mg/l

    792920

    CLE 3-mA-5 ppm

    0,05…5,0 mg/l

    1033392

    CLE 3-mA-10 ppm

    0,10…10,0 mg/l

    792919

    CLE 3-mA-20 ppm

    0,20…20,0 mg/l

    1002964

    CLE 3-mA-50 ppm

    0,50…50,0 mg/l

    1020531

    CLE 3-mA-100 ppm

    1,00…100,0 mg/l

    1022786

    Sensores de cloro compl. com eletrólito 100 ml

    É requerido um conjunto de montagem, nº pedido 815079, para a primeira montagem dos sensores de cloro na sonda contínua DLG III.

    Sensor para cloro livre CLE 3.1-mA

    Sensor para a medição de cloro livre em água limpa com crescente seletividade em relação ao cloro combinado. Para operação em equipamento de medição e controle com entrada de 4-20 mA

    Vantagens

    • Mensuranda: cloro livre, nenhuma sensibilidade cruzada ao cloro combinado (cloraminas), mesmo quando existem excedentes
    • Sensor coberto por membrana (encapsulado) diminui interferências devido a fluxo variável ou substâncias na água

    Mensuranda

    cloro livre (ácido hipocloroso HOCl) com porcentagens altas de cloro combinado; para determinação do cloro combinado por meio do controlador DAC e sensor para cloro total do tipo CTE 1-mA

    Método de referência

    DPD1

    gama de pH

    5,5…8,0

    Temperatura

    5…45 °C

    Pressão máx.

    1,0 bar

    Fluxo de entrada

    DGMa, DLG III: 30…60 l/h
    BAMa: 5...100 l/h (conforme versão)

    Tensão de alimentação

    16…24 V DC (tecnologia de dois condutores)

    Sinal de saída

    4 – 20 mA ≈ faixa de medição, com compensação da temperatura, não calibrada, sem isolamento galvânico

    Seletividade

    cloro livre em relação ao cloro combinado, mesmo quando existem excedentes

    Procedimento de desinfeção

    Cloro gasoso, hipoclorito, eletrólise com membrana, desinfetantes com cloro orgânico, por ex. à base de ácido cianúrico, não são adequados

    Instalação

    Bypass: descarga da água de medição aberta

    Válvula do sensor

    BAMa, DGMa, DLG III

    Controladores

    D1C, DAC

    Aplicação habitual

    Água potável com elevadas porcentagens de cloro combinado; piscina. Para determinação do cloro combinado a partir da diferença: Cloro total menos cloro livre no controlador DAC.

    Resistência a

    Sal, ácido, água sanitária. Não tensioativo

    Princípio de medição, Tecnologia

    amperométrico, 2 eletrodos, coberto por membrana

    Intervalo de medição

    Código

    CLE 3.1-mA-0,5 ppm

    0,01…0,5 mg/l

    1020530

    CLE 3.1-mA-2 ppm

    0,02…2,0 mg/l

    1018369

    CLE 3.1-mA-5 ppm

    0,05…5,0 mg/l

    1019398

    CLE 3.1-mA-10 ppm

    0,10…10,0 mg/l

    1018368

    Sensores de cloro compl. com eletrólito 100 ml

    É requerido um conjunto de montagem, nº pedido 815079, para a primeira montagem dos sensores de cloro na sonda contínua DLG III.

    Sensor para cloro livre CLE 3-DMT

    Sensor padrão para medição de cloro livre em água limpa. Para operação no conversor de medida ProMinent do tipo DMT

    Vantagens

    • Mensuranda: cloro livre, nenhuma sensibilidade cruzada significativa ao cloro combinado (cloraminas)
    • Sensor coberto por membrana (encapsulado) diminui interferências devido a fluxo variável ou substâncias na água

    Mensuranda

    cloro livre

    Método de referência

    DPD1

    gama de pH

    5,5…8,0

    Temperatura

    5…45 °C

    Pressão máx.

    1,0 bar

    Fluxo de entrada

    DGMa, DLG III: 30…60 l/h
    BAMa: 5...100 l/h (conforme versão)

    Tensão de alimentação

    3,3 V DC (5 pinos)

    Sinal de saída

    0...1 V CC, não calibrado, sem compensação de temperatura, sem isolamento galvânico

    Medição da temperatura

    através do Pt 1000 montado. A compensação de temperatura é efetuada no conversor de medida DMT

    Seletividade

    cloro livre em relação ao cloro combinado, mesmo não existindo excedentes

    Procedimento de desinfeção

    Cloro gasoso, hipoclorito, eletrólise com membrana, desinfetantes com cloro orgânico, por ex. à base de ácido cianúrico, não são adequados

    Instalação

    Bypass: descarga da água de medição aberta

    Válvula do sensor

    BAMa, DGMa, DLG III

    Controladores

    DMT

    Aplicação habitual

    Água potável; Piscina.

    Resistência a

    Sal, ácido, água sanitária. Não tensioativo

    Princípio de medição, Tecnologia

    amperométrico, 2 eletrodos, coberto por membrana

    Intervalo de medição

    Código

    CLE 3-DMT-5 ppm

    0,01…5,0 mg/l

    1005511

    CLE 3-DMT-50 ppm

    0,10…50,0 mg/l

    1005512

    Sensores de cloro compl. com eletrólito 100 ml

    É requerido um conjunto de montagem, nº pedido 815079, para a primeira montagem dos sensores de cloro na sonda contínua DLG III.

    Sensor para cloro livre CLE 3-CAN-P

    Sensor padrão para medição de cloro livre em água limpa. Para operação em equipamentos de medição e controle com ligação ao bus CAN

    Vantagens

    • Mensuranda: cloro livre, nenhuma sensibilidade cruzada significativa ao cloro combinado (cloraminas)
    • Sensor coberto por membrana (encapsulado) diminui interferências devido a fluxo variável ou substâncias na água
    • Operação no bus CAN com todas as vantagens associadas

    Mensuranda

    cloro livre

    Método de referência

    DPD1

    gama de pH

    5,5…8,0

    Temperatura

    5…45 °C

    Pressão máx.

    1,0 bar

    Fluxo de entrada

    DGMa, DLG III: 30…60 l/h
    BAMa: 5...100 l/h (conforme versão)

    Tensão de alimentação

    através da interface CAN (11 – 30 V)

    Sinal de saída

    não calibrado, com compensação da temperatura, com isolamento galvânico

    Seletividade

    cloro livre em relação ao cloro combinado, mesmo não existindo excedentes

    Procedimento de desinfeção

    Cloro gasoso, hipoclorito, eletrólise com membrana, desinfetantes com cloro orgânico, por ex. à base de ácido cianúrico, não são adequados

    Instalação

    Bypass: descarga da água de medição aberta

    Válvula do sensor

    BAMa, DGMa, DLG III

    Controladores

    DULCOMARIN

    Aplicação habitual

    Água potável; Piscina.

    Resistência a

    Sal, ácido, água sanitária. Não tensioativo

    Princípio de medição, Tecnologia

    amperométrico, 2 eletrodos, coberto por membrana

    Intervalo de medição

    Código

    CLE 3-CAN-P-10 ppm

    0,01…10,0 mg/l

    1083209

    Sensores de cloro compl. com eletrólito 100 ml

    É requerido um conjunto de montagem, nº pedido 815079, para a primeira montagem dos sensores de cloro na sonda contínua DLG III.

    Sensor para cloro livre CLE 3.1-CAN-P

    Sensor para a medição de cloro livre na água limpa com crescente seletividade em relação ao cloro combinado. Para operação em equipamentos de medição e controle com ligação ao bus CAN

    Vantagens

    • Mensuranda: cloro livre, nenhuma sensibilidade cruzada ao cloro combinado (cloraminas), mesmo quando existem excedentes
    • Sensor coberto por membrana (encapsulado) diminui interferências devido a fluxo variável ou substâncias na água
    • Operação no bus CAN com todas as vantagens associadas

    Mensuranda

    cloro livre com porcentagens altas de cloro combinado; para determinação do cloro combinado por meio do DULCOMARIN e sensor para cloro total modelo CTE 1-CAN

    Método de referência

    DPD1

    gama de pH

    5,5…8,0

    Temperatura

    5…45 °C

    Pressão máx.

    1,0 bar

    Fluxo de entrada

    DGMa, DLG III: 30…60 l/h
    BAMa: 5...100 l/h (conforme versão)

    Tensão de alimentação

    através da interface CAN (11 – 30 V)

    Sinal de saída

    não calibrado, com compensação da temperatura, com isolamento galvânico

    Seletividade

    cloro livre

    Procedimento de desinfeção

    Cloro gasoso, hipoclorito, eletrólise com membrana, desinfetantes com cloro orgânico, por ex. à base de ácido cianúrico, não são adequados

    Instalação

    Bypass: descarga da água de medição aberta

    Válvula do sensor

    BAMa, DGMa, DLG III

    Controladores

    DULCOMARIN

    Aplicação habitual

    Água potável com elevadas porcentagens de cloro combinado; piscina. Para determinação do cloro combinado a partir da diferença: Cloro total menos cloro livre no controlador DULCOMARIN.

    Resistência a

    Sal, ácido, água sanitária. Não tensioativo

    Princípio de medição, Tecnologia

    amperométrico, 2 eletrodos, coberto por membrana

    Intervalo de medição

    Código

    CLE 3.1-CAN-P-10 ppm

    0,01…10,0 mg/l

    1083584

    Sensores de cloro compl. com eletrólito 100 ml

    É requerido um conjunto de montagem, nº pedido 815079, para a primeira montagem dos sensores de cloro na sonda contínua DLG III.

    Sensor para cloro livre CLO 1-mA

    Sensor para a medição de cloro livre em água limpa também na utilização do processo de eletrólise para desinfecção, até 45 °C (1 bar) ou 8 bar (25 °C). Para operação com equipamento de medição e controle com entrada de 4-20 mA. Com a "limpeza hidrodinâmica" opcional, a água que gera formação de depósitos também pode ser utilizada.

    Vantagens

    • Mensuranda: cloro livre, nenhuma sensibilidade cruzada significativa ao cloro combinado (cloraminas)
    • Aplicação com retorno da água de medição para o tubo de processo
    • Aplicação com pressões elevadas
    • Prevenção de falhas dos sistemas de eletrólise, nos quais os eletrodos mergulham diretamente na água de medição (sem membrana) através do sensor aberto (sem membrana) e eletrodos em ouro
    • Medição do cloro livre até pH 9
    • Com a "limpeza hidrodinâmica" opcional, a água que gera formação de depósitos também pode ser utilizada.

    Mensuranda

    cloro livre

    Método de referência

    DPD1

    gama de pH

    5,0…9,0

    Temperatura

    5…45 °C

    Pressão máx.

    8,0 bar (25 °C)

    Fluxo de entrada

    DGMa, DLG III: 30…60 l/h
    BAMa: 5...100 l/h (conforme versão)

    Tensão de alimentação

    16…24 V DC (tecnologia de dois condutores)

    Sinal de saída

    4 – 20 mA ≈ faixa de medição, com compensação da temperatura, não calibrada, sem isolamento galvânico

    Seletividade

    cloro livre em relação ao cloro combinado

    Procedimento de desinfeção

    Cloro gasoso, hipoclorito, eletrólise com membrana, eletrólise sem membrana com eletrodos no processo

    Instalação

    Bypass: descarga da água de medição aberta, Inline: montagem direta na tubulação com armação INLI

    Válvula do sensor

    BAMa: até 7 bar/20 °C
    DGMa até 6 bar/30 °C
    DLG III até 1 bar/55 °C
    INLI até 7 bar/40 °C

    Controladores

    D1C, DAC, AEGIS II

    Aplicação habitual

    Piscina, água potável e água de consumo descarregadas, pode ser utilizada também juntamente com o processo de eletrólise sem membranas. Também pode ser usado em conjunto com a limpeza hidrodinâmica em água de formação de biofilme com cal, ferro e manganês.

    Resistência a

    Tensioativo, revestimentos ao usar a limpeza hidrodinâmica

    Princípio de medição, Tecnologia

    amperométrico, 3 eletrodos, sem membrana

    Intervalo de medição

    Código

    CLO 1-mA-2 ppm

    0,02…2,0 mg/l

    1033871

    CLO 1-mA-10 ppm

    0,10…10,0 mg/l

    1033870

    Sensor para cloro livre CLO 1-CAN-P

    Sensor para a medição de cloro livre na água limpa também na utilização do processo de eletrólise para desinfecção, até 45 °C (1 bar) ou 8 bar (25 °C). Para operação em equipamento de medição e controle com ligação ao bus CAN. Com a "limpeza hidrodinâmica" opcional, a água que gera formação de depósitos também pode ser utilizada.

    Vantagens

    • Medido: sem cloro, nenhuma sensibilidade transversal significativa ao cloro combinado (cloraminas)
    • Aplicação com retorno da água de medição para o tubo de processo
    • Aplicação com pressões elevadas
    • Prevenção de falhas dos sistemas de eletrólise, nos quais os eletrodos mergulham diretamente na água de medição (sem membrana) através do sensor aberto (sem membrana) e eletrodos em ouro
    • Medição do cloro livre até pH 9
    • Com a "limpeza hidrodinâmica" opcional, a água que gera formação de depósitos também pode ser utilizada.

    Mensuranda

    Cloro livre

    Método de referência

    DPD1

    gama de pH

    5,0…9,0

    Temperatura

    5…45 °C

    Pressão máx.

    8,0 bar (25 °C)

    Fluxo de entrada

    DGMa, DLG III: 30…60 l/h
    BAMa: 5...100 l/h (conforme versão)

    Tensão de alimentação

    11…30 V (através da interface CAN)

    Sinal de saída

    digital (CANopen), não calibrado, com compensação da temperatura, com isolamento galvânico

    Seletividade

    cloro livre em relação ao cloro combinado

    Procedimento de desinfeção

    Cloro gasoso, hipoclorito, eletrólise com membrana, eletrólise sem membrana com eletrodos no processo

    Instalação

    Bypass: descarga da água de medição aberta, Inline: montagem direta na tubulação com armação INLI

    Válvula do sensor

    BAMa: até 7 bar/20 °C
    DGMa até 6 bar/30 °C
    DLG III até 1 bar/55 °C
    INLI até 7 bar/40 °C

    Controladores

    DULCOMARIN 3, DULCOMARIN II somente com hardware após o 06.02.2014 a partir da versão de software 3035

    Aplicação habitual

    Piscina, água potável e água de consumo descarregadas, pode ser utilizada também juntamente com o processo de eletrólise sem membranas. Também pode ser usado em conjunto com a limpeza hidrodinâmica em água de formação de biofilme com cal, ferro e manganês.

    Resistência a

    Sal, ácido, água sanitária, tensioativo, depósitos de sujeira, revestimentos ao usar a limpeza hidrodinâmica

    Princípio de medição, Tecnologia

    amperométrico, 3 eletrodos, sem membrana

    Intervalo de medição

    Código

    CLO 1-CAN-P-10 ppm

    0,10…10,0 mg/l

    1083134

    Sensor para cloro livre CLO 2-mA

    Sensor para a medição de cloro livre na água limpa também na utilização do processo de eletrólise para desinfecção, até 70 °C ou 8 bar (25 °C). Para operação com equipamento de medição e controle com entrada de 4-20 mA. Com a "limpeza hidrodinâmica" opcional, a água que gera formação de depósitos também pode ser utilizada.

    Vantagens

    • Mensuranda: cloro livre, nenhuma sensibilidade cruzada significativa ao cloro combinado (cloraminas)
    • Aplicação com retorno da água de medição para o tubo de processo
    • Aplicação em pressões/temperaturas mais altas
    • Prevenção de falhas dos sistemas de eletrólise, nos quais os eletrodos mergulham diretamente na água de medição (sem membrana) através do sensor aberto (sem membrana) e eletrodos em ouro
    • Medição do cloro livre até pH 9
    • Com a "limpeza hidrodinâmica" opcional, a água que gera formação de depósitos também pode ser utilizada

    Mensuranda

    Cloro livre

    Método de referência

    DPD1

    gama de pH

    5,0…9,0

    Temperatura

    5…70 °C

    Pressão máx.

    8,0 bar (25 °C)

    Fluxo de entrada

    DGMa, DLG III: 30…60 l/h
    BAMa: 5...100 l/h (conforme versão)

    Tensão de alimentação

    16…24 V DC (tecnologia de dois condutores)

    Sinal de saída

    4 – 20 mA ≈ faixa de medição, com compensação da temperatura, não calibrada, sem isolamento galvânico

    Seletividade

    cloro livre em relação ao cloro combinado

    Procedimento de desinfeção

    Cloro gasoso, hipoclorito, eletrólise com membrana, eletrólise sem membrana com eletrodos no processo

    Instalação

    Bypass: descarga aberta da água de medição, Inline: montagem direta na tubulação com o acessório INLI

    Válvula do sensor

    BAMa: até 3 bar/70 °C
    DGMa até 1 bar/60 °C
    DLG III até 1 bar/55 °C
    INLI até 2 bar/70 °C

    Controladores

    D1C, DAC, AEGIS II

    Aplicação habitual

    Água quente até 70ºC, combate contra legionela, água potável e de serviço límpida, pode ser utilizada também juntamente com o processo de eletrólise sem membranas.

    Resistência a

    Tensioativo, revestimentos ao usar a limpeza hidrodinâmica

    Princípio de medição, Tecnologia

    amperométrico, 3 eletrodos, sem membrana

    Intervalo de medição

    Código

    CLO 2-mA-2 ppm

    0,02…2,0 mg/l

    1033878

    Sensor para cloro livre CLB 2-µA

    Sensor acessível e simples, para medição do cloro livre em água limpa, mesmo com temperaturas do meio variáveis. Utilização também em processos de eletrólise, para desinfecção até 45 °C/3 bar. Para operação com o regulador compacto DCCa

    Vantagens

    • Mensuranda: cloro livre, nenhuma sensibilidade transversal significativa ao cloro combinado (cloraminas)
    • Econômico devido à construção simples sem peças de desgaste separadas
    • Manutenção simples e econômica sem necessidade de manusear tampões de membrana
    • Evitadas falhas dos sistemas de eletrólise, nos quais os eletrodos mergulham diretamente na água de medição através do sensor aberto (nenhuma membrana)
    • Medição do cloro livre até pH 9 e aplicação com pressão alta de até 8 bar devido a inexistência de membrana

    Mensuranda

    cloro livre

    Intervalos de medição

    0,05 - 5,0 mg/l, aplicável para cloração de choque a curto prazo até 10 mg/l

    Método de referência

    DPD1

    gama de pH

    5,0…9,0

    Temperatura

    5…45 °C

    Pressão máx.

    3,0 bar

    Fluxo de entrada

    DGMa, DLG III: 60…80 l/h
    BAMa: 5...100 l/h (conforme versão)

    Tensão de alimentação

    através do regulador compacto

    Sinal de saída

    Sinal de energia primário não amplificado, sem compensação da temperatura, não calibrado, sem isolamento galvânico

    Seletividade

    cloro livre em relação ao cloro combinado

    Procedimento de desinfeção

    Cloro gasoso, hipoclorito, eletrólise com membrana, eletrólise sem membrana com eletrodos no processo

    Instalação

    Bypass: descarga da água de medição aberta, Inline: montagem direta na tubulação

    Válvula do sensor

    BAMa, DGMa, DLG III

    Controladores

    Regulador compacto

    Aplicação habitual

    Piscina, água potável, pode ser utilizado também juntamente com o processo de eletrólise sem membranas para geração de cloro, pode ser aplicado mesmo em caso de temperatura variável dos meios.

    Resistência a

    Tensioativo

    Princípio de medição, Tecnologia

    amperométrico, 3 eletrodos, sem membrana

    Intervalo de medição

    Código

    CLB 2-µA-5 ppm

    0,05…5,0 mg/l

    1038902

    Sensor para cloro livre CLB 3-µA

    Sensor acessível e simples, para medição do cloro livre em água limpa, mesmo com temperaturas do meio constantes. Utilização também em processos de eletrólise, para desinfecção até 45 °C/3 bar. Para operação com o regulador compacto DCCa

    Vantagens

    • Mensuranda: cloro livre, nenhuma sensibilidade cruzada significativa ao cloro combinado (cloraminas)
    • Econômico devido à construção simples sem peças de desgaste separadas
    • Manutenção simples e econômica sem necessidade de manusear tampões de membrana
    • Evitadas falhas dos sistemas de eletrólise, nos quais os eletrodos mergulham diretamente na água de medição através do sensor aberto (nenhuma membrana)
    • Medição do cloro livre até pH 9 e aplicação com pressão alta de até 8 bar devido a inexistência de membrana
    • Adequado para água do mar

    Mensuranda

    cloro livre

    Intervalos de medição

    0,05 – 5,0 mg/l, aplicável para cloração de choque até 10,0 mg/l

    Método de referência

    DPD1

    gama de pH

    5,0…9,0

    Condutividade eletrolítica

    0,05...50 mS/cm

    Temperatura

    5…45 °C

    Pressão máx.

    3,0 bar

    Fluxo de entrada

    DGMa, DLG III: 60…80 l/h
    BAMa: 5...100 l/h (conforme versão)

    Tensão de alimentação

    apenas através do regulador compacto DCCa

    Sinal de saída

    Sinal de energia primário não amplificado, sem compensação da temperatura, não calibrado, sem isolamento galvânico

    Medição da temperatura

    nenhuma

    Seletividade

    cloro livre em relação ao cloro combinado

    Procedimento de desinfeção

    Cloro gasoso, hipoclorito, eletrólise com membrana, eletrólise sem membrana com eletrodos no processo

    Instalação

    Bypass: descarga da água de medição aberta, Inline: montagem direta na tubulação; fixo ou substituível (armação para troca)

    Válvula do sensor

    BAMa, DGMa, DLG III

    Conexão elétrica

    Cabo fixo, 1 m, 4 condutores com mangas da extremidade do condutor

    Controladores

    Regulador compacto

    Aplicação habitual

    Piscina, água potável, água do mar, pode ser usado também para a geração de cloro juntamente com o processo de eletrólise sem membrana.

    Resistência a

    Tensioativo

    Princípio de medição, Tecnologia

    amperométrico, 3 eletrodos, sem membrana

    Intervalo de medição

    Código

    CLB 3-µA-5 ppm

    0,05…5,0 mg/l

    1104626

    Sensor para cloro livre CBR 1-mA

    Sensor para o cloro e bromo livres em águas contaminadas, também para valores de pH elevados de até 9,5. Para operação com equipamentos de medição e controle com entrada de 4-20 mA

    Vantagens

    • Variável de medição: cloro livre e bromo livre e combinado (Bromamina)
    • Sensor coberto por diafragma diminui interferências devido a fluxo variável ou substâncias na água
    • Resistência a depósitos de sujeira e biofilme devido ao eletrólito com ação antimicrobiana e diafragma de poros grandes
    • Aplicação com valor de pH elevado de até 9,5 devido à otimização do sistema de diafragma de eletrólitos

    Mensuranda

    cloro livre, bromo livre, bromo combinado, DBDMH (1,3-dibromo-5,5-dimetil-hidantoína)

    Método de referência

    DPD1

    gama de pH

    5…9,5

    Temperatura

    1…40 °C

    Pressão máx.

    1,0 bar

    Fluxo de entrada

    DGMa: 20…80 l/h
    DLG III: 40…100 l/h
    BAMa: 5...100 l/h (conforme versão)

    Tensão de alimentação

    16…24 V DC (tecnologia de dois condutores)

    Sinal de saída

    4 – 20 mA ≈ faixa de medição, com compensação da temperatura, não calibrada, sem isolamento galvânico

    Seletividade

    cloro livre em relação ao cloro combinado

    Procedimento de desinfeção

    Cloro gasoso, hipoclorito, eletrólise com membrana, brometo + hipoclorito, DBDMH

    Instalação

    Bypass: descarga da água de medição aberta

    Válvula do sensor

    BAMa, DGMa, DLG III

    Controladores

    D1C, DAC, AEGIS II

    Aplicação habitual

    Água de refrigeração, água de serviço, águas residuais, água com valores de pH elevados (pH estável), água de piscina contaminada. Em piscinas para determinação do cloro combinado a partir da diferença: Cloro total menos cloro livre. Água bruta para o tratamento de água potável.

    Resistência a

    Sal, ácido, água sanitária, tensioativo, depósitos de sujeira

    Princípio de medição, Tecnologia

    amperométrico, 2 eletrodos, coberto por membrana

    Intervalo de medição

    Código

    * Faixa de medição com relação ao cloro. Durante a medição do bromo, os limites inferior e superior da faixa de medição estão aumentados pelo fator 2,25, ou seja, por ex. CBR 1-mA-0,5ppm: 0,02 ...1,1 ppm.

    CBR 1-mA-0,5 ppm

    0,01…0,5 mg/l *

    1038016

    CBR 1-mA-2 ppm

    0,02…2,0 mg/l *

    1038015

    CBR 1-mA-5 ppm

    0,05…5,0 mg/l *

    1052138

    CBR 1-mA-10 ppm

    0,10…10,0 mg/l *

    1038014

    Sensor para bromo livre e combinado CBR 1-CAN-P

    Sensor para o cloro e bromo livres em águas contaminadas, também para valores de pH elevados de até 9,5. Para operação em equipamento de medição e controle com ligação ao bus CAN.

    Vantagens

    • Variável de medição: cloro livre e bromo livre e combinado (Bromamina)
    • Sensor coberto por diafragma diminui interferências devido a fluxo variável ou substâncias na água
    • Resistência a depósitos de sujeira e biofilme devido ao eletrólito com ação antimicrobiana e diafragma de poros grandes
    • Aplicação com valor de pH elevado de até 9,5 devido à otimização do sistema de diafragma de eletrólitos

    Mensuranda

    cloro livre, bromo livre, bromo combinado, DBDMH (1,3-dibromo-5,5-dimetil-hidantoína)

    Método de referência

    DPD1

    gama de pH

    5…9,5

    Temperatura

    1…40 °C

    Pressão máx.

    1,0 bar

    Fluxo de entrada

    DGMa: 20…80 l/h
    DLG III: 40…100 l/h
    BAMa: 5...100 l/h (conforme versão)

    Tensão de alimentação

    11…30 V DC (através da interface CAN)

    Sinal de saída

    digital (CANopen), não calibrado, com compensação da temperatura, com isolamento galvânico

    Seletividade

    cloro livre em relação ao cloro combinado

    Procedimento de desinfeção

    Cloro gasoso, hipoclorito, eletrólise com membrana, brometo + hipoclorito, DBDMH

    Instalação

    Bypass: descarga da água de medição aberta

    Válvula do sensor

    BAMa, DGMa, DLG III

    Controladores

    DULCOMARIN 3, DULCOMARIN II somente com hardware após o 06.02.2014 a partir da versão de software 3035

    Aplicação habitual

    Água de refrigeração, água de serviço, águas residuais, água com valores de pH elevados (pH estável), água de piscina contaminada. Em piscinas para determinação do cloro combinado a partir da diferença: Cloro total menos cloro livre. Água bruta para o tratamento de água potável.

    Resistência a

    Depósitos de sujeira, biofilme, tensioativo

    Princípio de medição, Tecnologia

    amperométrico, 2 eletrodos, coberto por membrana

    Intervalo de medição

    Código

    CBR 1-CAN-P-10ppm

    0,01…10,0 mg/l

    1083135

    Sensor para cloro livre CLR 1-mA

    Sensor para cloro livre, a partir de 10 ppm em água de lavagem sujas, para operação com equipamentos de medição e controle com entrada de 4-20 mA

    Vantagens

    • Variável de medição Cloro livre para concentrações elevadas, de até 1.000 ppm
    • Sensor coberto por membrana previne interferências devido a fluxo variável ou substâncias na água
    • Resistência a depósitos de sujeira devido a membrana não porosa

    Mensuranda

    cloro livre

    Método de referência

    DPD1

    gama de pH

    5,5…8,0

    Temperatura

    5…45 °C

    Pressão máx.

    1,0 bar

    Fluxo de entrada

    DGMa, DLG III: 40…60 l/h
    BAMa: 5...100 l/h (conforme versão)

    Tensão de alimentação

    16…24 V DC (tecnologia de dois condutores)

    Sinal de saída

    4 – 20 mA ≈ faixa de medição, com compensação da temperatura, não calibrada, sem isolamento galvânico

    Seletividade

    cloro livre em relação ao cloro combinado

    Procedimento de desinfeção

    Cloro gasoso, hipoclorito, eletrólise com membrana

    Instalação

    Bypass: descarga da água de medição aberta

    Válvula do sensor

    BAMa, DGMa, DLG III

    Controladores

    D1C, DAC

    Aplicação habitual

    Lavagem de saladas, vegetais, aves, água de processo e águas residuais sujas.

    Resistência a

    Sal, ácido, água sanitária, tensioativo, depósitos de sujeira

    Princípio de medição, Tecnologia

    amperométrico, 2 eletrodos, coberto por membrana

    Intervalo de medição

    Código

    CLR 1-mA-200 ppm

    10,0…200 mg/l

    1047978

    Indicação: Área de medição de 10,0 ... 1.000 mg/l mediante pedido

    É requerido um conjunto de montagem, nº pedido 815079, para a primeira montagem dos sensores de cloro na sonda contínua DLG III.

    Downloads para Sensores para cloro livre DULCOTEST

    Mais no centro de download

    0 Resultados
    filtrar por tipo de documento
    Artigo especializado (0)
    Brochuras / Folhetos (0)
    Catálogo (0)
    Certificado / Explicação (0)
    Comunicado de imprensa (0)
    Desenho / Folha de dimensões / 3D (0)
    Esquema de circuitos (0)
    Exemplo de aplicação / Referência (0)
    Ficha de dados (0)
    Ficha de dados de segurança (0)
    Manual de instruções (0)
    Outros (0)
    Software (0)
    Vista explodida / Peças sobressalentes (0)

    Filtros selecionados:

    Downloads apropriados

    Ordenar por A a Z
    Descarregar outros resultados ...
    Nenhuns outros resultados disponíveis!

    Leider haben wir kein passendes Suchergebnis gefunden.

    Alle Wörter richtig geschrieben?
    Mit weniger oder anderen Suchbegriffen erneut versuchen?

    Tente mais tarde

    Service Unavailable

    The server is temporarily unable to service your request due to maintenance downtime or capacity problems. Please try again later.

    Vista geral

    Medição online confiável do cloro livre (eficaz) – com os sensores DULCOTEST.

    O cloro livre é um dos desinfetantes mais importantes no mundo. Este resume os compostos Cl2 (Cloro básico), HOCl (ácido hipocloroso) e OCl- (Hipoclorito).

    Com a nossa linha de produtos de sensores para cloro livre DULCOTEST colocamos à sua disposição cinco séries de produtos, otimizados para diferentes aplicações. Cada série é composta por vários tipos com diferentes intervalos de medição.

    O sensor padrão para cloro livre CLE3 com técnica comprovada de membrana coberta, está disponível para o monitoramento ou regulagem de toda a água limpa, por ex. para a desinfecção de águas potáveis. A variante CLE3.1 é especialmente indicada para um excesso de cloro combinado Monoamina, diamina, tricloramina O resultado de medição do tipo CLE (cloro livre) é subtraído ao resultado de medição do ... mais no glossário e oferece os resultados mais precisos na determinação do cálculo de cloro combinado Monoamina, diamina, tricloramina O resultado de medição do tipo CLE (cloro livre) é subtraído ao resultado de medição do ... mais no glossário a partir da medição do cloro total Soma do cloro livre e do cloro combinado. Sensor recomendado: Tipo CTE, método de referência DPD4. mais no glossário e do cloro livre.

    Os sensores CLB2 e CLB3 são sensores de cloro sem membrana, funcionais e econômicos, para águas límpidas, não contaminadas.

    O sensor CLO1 adequa-se especialmente a processos de eletrólise Durante a eletrólise é produzido cloro e ... mais no glossário inline em que podem surgir ligações disruptivas; o sensor CLO2 é também vocacionado para a desinfecção de água quente.

    O sensor CBR1 pode ser utilizado em águas contaminadas, também para valores de pH elevados de até 9,5, por ex., na desinfecção de água de refrigeração.

    O sensor CLR1 é otimizado para a desinfecção/lavagem de produtos alimentares e tolera água contaminada e concentrações de cloro até 1.000 mg/l.

    Detalhes

    • Suporta cinco séries de sensores diferentes, bem como inúmeras versões: Utilizável com diferentes qualidades de água (pH, teor de sal, temperatura, nível de químicos e de sujeira); utilização em combinação com vários processos de desinfecção: Gás de cloro, hipoclorito de sódio e cálcio, eletrólise, utilização em uma ampla gama de medição de 0,01 a 1 000 mg/l.
    • Execução eficiente de processos através de medição amperométrica precisa em tempo real (tempo de resposta reduzido)
    • Sem perturbações devido a turvamento ou coloração graças ao princípio de medição amperométrica
    • Ponto zero estável
    • Sem perturbação devido a influências de temperatura graças à compensação de temperatura integrada
    • No caso de sensores com eletrodos de medição com cobertura de membrana: Dependência reduzida do fluxo, constituintes da água e fluidos formadores de revestimento. Longa vida útil devido a eletrodos cobertos por membrana e a sua incorporação em um eletrólito. Deste modo, mantêm-se condições de medição ótimas independentemente das condições do processo. Manutenção econômica graças à troca simples de tampões de membrana.

    Vídeo

    Aplicação

    Dados técnicos

    Downloads

    Contacte-nos

    »Eu e a minha equipa estamos sempre à sua disposição. Envie-nos a sua questão.«

    +351 211 582 148  Enviar pergunta   

    Fechar o formulário

    A sua questão

    Dados pessoais


    outro produto +
    Anexo de ficheiro
    Carregar outro ficheiro

    Dados pessoais


    Verifique os seus dados e preencha todos os campos obrigatórios.
    *Campos obrigatórios

    Verificar e enviar


    Dados pessoais:
    Forma de tratamento
    Título
    Sobrenome  
    Nome próprio  
    Empresa
    Número de cliente
    Endereço de e-mail
    Número de telefone
    Rua
    Número da porta
    Local  
    País
    Recolha Sim

    Retroceder

    Peças sobresselentes e acessórios

    Produtos adequados

    1 2 3

    ProMinent Newsletter - as últimas novidades, à sua medida! Subscrever agora